Porque as pesquisas eleitorais erram (e acertam)

Twitter Sader

Aposto que o Sader não é único intrigado com as pesquisas eleitorais. Você escuta, pela manhã, que as pesquisas do IBOPE para a presidência apontam que o candidato A tem 40% das intenções de voto e o candidato B tem 60%, com uma margem de erro de 2 pontos. Fica curioso sobre como eles estimam o voto de milhões com base em alguns milhares e fica surpreso quando as pesquisas acertam.

Afinal, como são feitas as pesquisas e por que elas acertam (e erram) tanto?

Continuar lendo

Facebook e tamanhos de efeito

FB ethical unethical

Um estudo publicado há pouco tempo causou polêmica no meio científico e nas redes sociais. Kramer et al investigaram, no cenário de uma rede social na internet, o Facebook, se a exposição a emoções positivas ou negativas levaria as pessoas a publicarem mais postagens com conteúdo semelhante (maior exposição a postagens negativas de outros usuários à maior proporção de publicações negativas pelo sujeito da pesquisa; e vice-versa). Estudos anteriores já haviam se debruçado sobre questões relativas a “contágio emocional”, mas nenhum havia verificado, experimentalmente, se este fenômeno ocorre na ausência de interações diretas entre o sujeito de origem da emoção e o sujeito-alvo e na ausência de linguagem não-verbal. Continuar lendo